domingo, 30 de dezembro de 2012

A troca (Beirut - A Candle's FIre)







- Se me desses todas as tuas palavras...
- E como poderia fazê-lo?
- Se quisesses as minhas em troca, eu, sem hesitar, o faria.
- És louco.
- Isto não é loucura.
- Trocar de palavras? Então como lhe chamas?
- Lá está, não lhe chamo nada, não tenho palavras para o descrever.
- Que jocoso. E o que farias com as minhas palavras?
- Absolutamente nada.
- Desculpa?
- Silenciar-me-ia.Apenas isso.
- e eu? o que faria eu com as tuas palavras?
- O mesmo.

4 comentários:

  1. Há momentos em que a palavra é absolutamente desnecessária. Um estorvo, isso sim!

    ResponderEliminar
  2. e os gestos comem palavras e as palavras narram os gestos.
    Um Bom Ano.

    ResponderEliminar